Bernardinho governador do Rio? Só se enlouquecer

Bernardinho governador do Rio? Só se enlouquecer
Bernardinho tem muito a perder para se envolver com política agora (Foto: Divulgação/CBV)

Bernardinho tem muito a perder para se envolver com política agora (Foto: Divulgação/CBV)

A notícia saiu na coluna Radar, da Veja, no último fim de semana, sob o título de “Boa Sacada?”:

Aécio Neves já tem uma carta na manga para a disputa do governo do Rio de Janeiro, um estado em que os tucanos são um zero à esquerda. Sem alarde, Bernardinho filiou-se ao PSDB.

O partido testará agora a viabilidade do técnico em pesquisas. Aécio tem dito a interlocutores que, com a derrocada de Sérgio Cabral, o quadro do Rio ficou imprevisível e uma novidade poderia redesenhar o quadro eleitoral. Bernardinho, ressalte-se, filiou-se, mas ainda não tomou qualquer decisão.

Pois bem: não sei exatamente quais as intenções de Bernardinho nesse envolvimento político, mas de uma coisa tenho certeza: o técnico só tem a perder se der asas a este sonho tucano de se candidatar ao posto de governador do Rio de Janeiro.

Mais notícias de vôlei? Melhor do Vôlei

Desabafo garantiu sobrevivência do projeto de Jacareí em Barueri

Primeiro e principal motivo: ele teria que abdicar da possibilidade de brilhar em casa, nas Olimpíadas de 2016, em sua área de especialidade, o vôlei. Além disso, o treinador se colocaria em uma situação bastante vulnerável a críticas – justas e injustas – arriscando colocar manchas em uma trajetória que é admirada por boa parte da população. Por fim, a questão financeira: os R$ 20,6 mil brutos que Sergio Cabral recebe atualmente podem ser facilmente alcançados por Bernardinho em suas atuais funções (seleção, Unilever e palestras).

Não é de hoje que muita gente sonha que os excelentes resultados de Bernardinho em quadra sejam aplicados em outras áreas, do futebol à política, passando por gestão de empresas. Porém, o sucesso em um campo não significa êxitos em outros. Que cada macaco fique no seu galho.

Para encerrar, ressalto que eu não acredito que Bernardinho vá se arriscar nisso. Quando muito, acho que ele sai como candidato a vereador ou deputado e ainda assim só depois do Rio 2016.

E você? Acha que Bernardinho seria um bom governador?

This article has 2 comments

  1. Sinceramente os partidos políticos adoram tirar pessoas que são conhecidas pelo seu bom caráter para vencer competições internas entre partidos, e quase em 100% das vezes isso acaba transformando o ‘cara’ em canalha da política, que não conseguem fazer nada na política.
    Talvez o Bernadinho consiga levar uma das suas melhores qualidades para governar o Rio de Janeiro. Mas não, eu não acho que o Bernado devia ser Governador do Rio, e vejo poucas chances dele ser um bom Governador.

    Ser um bom comandante na Quadra é uma história, mas na Política não é a mesma coisa.

  2. Não acho uma insanidade o Bernardinho pleitear outra carreira. Ele já alcançou tudo com a seleção masculina, e depois disso, é natural que fiquemos sem um grande objetivo. Pode ser o caso dele, que atingiu o topo da “pirâmide de Maslow”. Há quem mire na filantropia, há quem mude de carreira.

    Eu aposto que não será na próxima eleição. Creio que seja uma meta pós Rio16. E acredito, sim, que ela possa se tornar um grande governador.