Na onda de Fofão, Rogério e Ualas sonham em ser campeões no dia 14

Na onda de Fofão, Rogério e Ualas sonham em ser campeões no dia 14
Rogério e Ualas acreditam em uma decisão muito equilibrada entre Sada e RJX

Rogério e Ualas acreditam em uma decisão muito equilibrada entre Sada e RJX

Até agora, foram dois jogos encerrados em 3 sets a 2: no primeiro, vitória do RJX. No segundo, o Sada Cruzeiro quem se deu melhor. Diante de um retrospecto tão equilibrado nesta Superliga masculina de vôlei não custa nada apelar um pouco para a superstição, a fim de tornar real o sonho de levantar a taça da Superliga masculina de vôlei. A decisão será neste domingo (14), às 10 horas (de Brasília), no ginásio do Maracanãzinho, Rio de Janeiro. Poderia talvez a numerologia contribuir para o resultado?

Explica-se: quase uma semana atrás, no dia 7, a Unilever sagrou-se campeã da Superliga feminina com grande atuação de Fofão. Curiosamente, a experiente levantadora tem o 7 como “número da sorte”, fazendo questão de usá-lo em sua camisa durante quase toda a carreira. Neste dia 14, os dois times terão um camisa 14 em quadra: Rogério, do Sada Cruzeiro, e Ualas, do RJX.

Mais notícias? Melhor do Vôlei!

Coincidentemente, ambos atuam na mesma posição: central. Como não poderia deixar de ser, eles também estão empolgados com a possibilidade de fazer a diferença em quadra, como Fofão fez entre as mulheres. Diz Ualas, que deve começar a partida na reserva de Lucão e Riad:

- Espero que isso aconteça. Sabemos que muito da força de uma equipe vem da combinação de técnica com o trabalho, mas também é bom contar com a sorte.

Carioca de 2,04 m, Ualas acredita que a receita para o RJX chegar ao primeiro título de sua história passa por uma de suas qualidades:

- A diferença entre as equipes é muito pequena, então vai vencer quem tiver mais vontade, quem acreditar mais. Mas tecnicamente falando, como o Sada possui uma recepção e um ataque muito bons, então vamos ter que sacar muito bem para podermos exercer bem o bloqueio, que é um dos nossos pontos fortes.

Quem também está ansioso para domingo é o 14 do Cruzeiro, Rogério. Apesar de não se dizer supersticioso, ele confessou que ficou feliz quando soube o dia da grande decisão:

- Não sou muito ligado nessas coisas, mas desde que vi que a final seria no dia 14, soube que isso pode significar que vai ser o meu dia. Tenho muita fé em Deus e acho que Ele conspira favoravelmente quando a gente quer muito uma coisa.

Mesmo tendo terminado a fase classificatória atrás do líder RJX, a equipe mineira possui a vantagem da experiência: 2012/2013 marca a terceira final seguida de Superliga da equipe, que até agora perdeu uma e venceu a outra decisão da qual participou. Para chegar a mais um título, ele prevê que será preciso passar um longo tempo em quadra:

- Estamos nos preparando para um jogo de cinco sets. Apesar de o campo da final ser neutro, estamos na cidade deles, no ginásio que eles jogam sempre. Vamos ter que entrar muito concentrados