Rapha, Vissotto e Felipe: o que dizer dos cortes de Bernardinho?

Rapha, Vissotto e Felipe: o que dizer dos cortes de Bernardinho?

Bernardinho não quis dar motivos para especulação. Mal acabou a segunda partida contra a Itália, em Cuiabá, e ele já anunciou os três cortes necessários para a fase final da disputa, entre os dias 15 e 19: o levantador Rapha, o oposto Leandro Vissotto e o líbero Felipe.

Dos três, o que mais me surpreendeu foi na posição de oposto. Não que Evandro não merecesse a vaga de reserva de Wallace (já havia falado que sim aqui), mas a dispensa de Vissotto mostra que o técnico resolveu dar uma chance ao “novo”, um jogador que parecia esquecido lá no Japão e há quase dois anos não defendia a seleção. Apesar de ter mostrado um nível ok no aspecto geral, Leandro não consegue superar sua crônica instabilidade e pagará por isso com uma boa chance profissional. Se bobear, vai perder o Rio 2016 também.

Mais notícias de vôlei? Melhor do Vôlei!

Com falhas, sistema de “challenge” precisa de mudanças urgentes

Tal lógica se aplica a Rapha. Extremamente criticado por nunca ter dado uma chance “para valer” a William “El Mago” Arjona, Bernardinho deixou de fora seu segundo levantador do último Mundial para finalmente preencher essa lacuna. Com um estilo de jogo mais ousado e bem mais rápido que o de Bruno, o armador do Sada Cruzeiro tem sua grande chance no time nacional e estou curiosa para saber como ele se sairá.

O mesmo só não aconteceu com Mario Jr. Depois de uma temporada ruim na Itália (o Piacenza, time dele, esteve mais próximo do rebaixamento que dos playoffs), o líbero ainda teve que cumprir seis jogos de suspensão devido às confusões do Mundial do ano passado. Melhor na recepção que Felipe, que o supera em defesas, fez com que sua experiência pesasse nas poucas chances que ambos tiveram. A verdade, porém, é que essa escolha não deve fazer tanta diferença, já que Serginho (de volta após três anos), não demorou para se reafirmar na posição e deve jogar a maior parte do tempo.

E você, o que achou das escolhas de Bernardinho?

This article has 1 comment

  1. Achei um absurdo cortar o Rapha. O considero melhor que Bruno e William.