Sem dormir após concurso, miss do vôlei vira atração à parte na final da Superliga

Sem dormir após concurso, miss do vôlei vira atração à parte na final da Superliga
Atuando pouco, Luciane foi mais importante para a Unilever em termos de marketing do que tecnicamente (Foto: Luiz Doro/adorofoto)

Atuando pouco, Luciane foi mais importante para a Unilever em termos de marketing do que tecnicamente (Foto: Luiz Doro/adorofoto)

(Matéria originalmente publicada no Portal R7. Clique aqui para ver)

Enquanto as principais estrelas do vôlei brasileiro disputavam em quadra o título da edição 2012/2013 da Superliga feminina, uma atleta com currículo modesto era uma atração à parte nas arquibancadas. Bastante requisitada para entrevistas e fotos com os fãs, a central Luciane Escouto curtia a fama conquistada após se destacar em concursos de miss.

Contratada pela Unilever pouco antes do início da Superliga, Luciane não foi relacionada para a final porque na noite anterior participou do concurso “Miss Mundo Brasil”, no qual terminou em sexto lugar. Como a disputa de beleza só terminou por volta das 2h da madrugada, a gaúcha precisou enfrentar uma pequena maratona para comemorar o título conquistado com a vitória por 3 sets a 2 sobre o Sollys Osasco:

Mais notícias de vôlei? Melhor do Vôlei!

- Eu não dormi um minuto esta noite. Na verdade, foi uma maratona desde quinta-feira, quando houve a final do Misters e só fui dormir às 2 da manhã. Ontem (sábado), tive que levantar às 6h30 para fazer cabelo, maquiagem e estou aí desde então. Mas valeu a pena

Encerrado o “Miss Mundo Brasil”, realizado na cidade de Mangaratiba, Luciane viajou cerca de 85 km de carro até o Rio de Janeiro. Houve tempo apenas de tomar banho e arrumar uma nova mala, antes do embarque na ponte aérea às 7, apenas três horas antes do início da decisão.

A despeito do assédio, Luciane pouco jogou pela Unilever nesta temporada. Dos 23 jogos da equipe na competição, ela esteve em quadra apenas em sete e ainda assim em rápidas passagens. Desta forma, terminou a competição com apenas um ponto marcado.

Mesmo sem muitas oportunidades, ela acredita que os últimos meses foram de crescimento profissional:

- Para mim, foi maravilhoso. Tive a honra de jogar com o Bernardinho, que na minha opinião é o técnico mais completo (do mundo). Com ele, aprendi demais, evolui muito e sou muito grata. Também agradeço às meninas, que me acolheram muito bem aqui dentro, então estou muito feliz.