Volta das mangas no uniforme da seleção masculina foi a pedido dos jogadores

Volta das mangas no uniforme da seleção masculina foi a pedido dos jogadores

Entre as novidades apresentadas no lançamento dos novos uniformes das seleções brasileiras de vôlei, realizado esta semana em Saquarema, litoral do Rio de Janeiro, chamou a atenção a volta das mangas na camisa do time masculino. Trata-se de algo que não ocorria desde a temporada 2004, marcada pela medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Atenas.

Segundo a Olympikus, empresa responsável pelas vestimentas da seleção, as mangas retornaram ao uniforme a pedido dos próprios jogadores, que testaram vários modelos a fim de elegerem com qual se sentiam mais à vontade para jogar. Garoto-propaganda da empresa, o ponteiro Murilo (foto) recebeu atenção especial.

Mais notícias de vôlei? Melhor do Vôlei!

Capitã Fabiana prefere continuar no Brasil na próxima temporada

Apesar dos longos anos em que foi usada pela seleção brasileira, o modelo regata nunca foi unanimidade no vôlei. Só como exemplo, todos os semifinalistas da última Superliga masculina (Sada Cruzeiro, Brasil Kirin, Funvic/Taubaté e Sesi) adotaram um uniforme com mangas.

O novo uniforme das seleções de quadra e das duplas brasileiras do vôlei de praia possui um design diferente, com o “Big Bang” como inspiração – a ideia é representar a explosão gerada a partir da união das estrelas brasileiras do esporte com a Olympikus, que completou 19 anos de parceria com a CBV (Confederação Brasileira de Vôlei) em 2016.

“Nossa relação sempre trouxe bons frutos e muitas alegrias. Nestes anos, conquistamos nove Ligas Mundiais, 10 Grand Prix e nove medalhas olímpicas, sendo quatro de ouro”, lembrou Pedro Bartelle, CEO da Vulcabras Azaleia, detentora da marca Olympikus.

Confeccionadas em poliamida com elastano, a nova camisa proporciona alta transpiração, maior liberdade para os movimentos e uma secagem mais rápida. O modelo “Big Bang” já pode ser comprado pelos fãs em pontos de venda espalhados pelo Brasil e na loja online oficial da fornecedora.

* A repórter Carolina Canossa viajou a Saquarema a convite da Olympikus

(Foto: Divulgação/Olympikus)