Volta Redonda na Superliga é um retrocesso para o vôlei brasileiro

Volta Redonda na Superliga é um retrocesso para o vôlei brasileiro
Caso Volta Redonda abre precedente perigoso para maus administradores (Foto: Divulgação)

Caso Volta Redonda abre precedente perigoso para maus administradores (Foto: Divulgação)

Uma semana atrás, eu me perguntava nesse blog como estaria a situação do Volta Redonda. Após não pagar tudo o que devia aos atletas que contratou na temporada passada, o time fluminense havia sido suspenso da próxima Superliga pela CBV, e o caso estava rolando na Justiça comum.

Pois bem: tudo acabou em pizza. Através de comunicado oficial divulgado na quarta (21), o time informou que foi aceito na edição 2013/2014 do torneio. Porém, detalhes sobre como isso aconteceu e os motivos da mudança de postura dos dirigentes permanecem desconhecidos.  Espero que, no mínimo, os valores devidos serão pagos.

Mais notícias de vôlei? Melhor do Vôlei

Bernardinho governador do Rio? Só se enlouquecer

Desabafo garantiu sobrevivência do projeto de Jacareí em Barueri

Independente destas informações, fica claro que mais uma vez o regulamento da competição foi rasgado, já que, em teoria, uma equipe com débitos do ano anterior não poderia se inscrever para o campeonato seguinte. Como se já não bastasse a falácia de que qualquer novo time deve disputar e ficar entre os dois primeiros colocados da Liga Nacional para disputar a Superliga, agora temos essa…

A CBV quer enganar quem com esse regulamento? Se é para não cumpri-lo, melhor nem ter nada. Abre-se agora um precedente perigosíssimo para maus administradores no esporte. Mais uma vez, estamos diante de um golpe duro em quem sonha com uma Superliga saudável, equilibrada e forte.

(Entenda os motivos de eu ser contrária à inscrição do Volta Redonda aqui. Conheça o problema do Volta Redonda neste link)

Na sua opinião, a CBV foi bem ao aceitar o Volta Redonda?

This article has 1 comment

  1. Bom Dia,
    Perto dos retrocessos que o volei brasileiro tem sofrido nestes últimos tempos esse é quase insignificante. Esssa CBV é uma verdadeira vergonha. Faz regulamentos, rankins, reuniões e encontros que não têm valor algum. São burlados, esquecidos, deixados de lado a todo instante que esse bando de corruptos acha ser conveniente. Neste momento que parte da população brasileira reivindica por melhorias no Brasil, atletas de volei, exemplos de técnica, e outros profissionais competentes envolvidos no esporte deixam claro a inexistente união e reduzida consciençia cidadã do segmento. Deixam ser usados por pessoas corruptas e inescrupulosas. Estamos acostumados a ver o volei Brasileiro como o melhor. Os resultados das equipes de base nestes últimos anos já mostram uma queda. Isto terá resultado nos próximos anos. Creio que vários profissionais devem sentir desmotivados trabalhar em um contexto assim. Frustrante perceber o que esse bando faz atualmente com o volei brasilreiro.